NOTÍCIAS - GRUPO BATISTA
01.11.2018 - Agora é a vez do Novembro Azul no Grupo Batista

Novembro Azul é o nome da campanha de visibilidade internacional no mês de novembro que tem como objetivo conscientizar a sociedade civil, em especial a população masculina, a respeito das doenças masculinas, dentre elas o câncer de próstata.

Essa iniciativa tem como objetivo principal estimular que homens de todo o mundo vejam a importância dos cuidados com a saúde e façam exames e consultas necessárias regularmente. Segundo dados de 2015 do IBGE, a cada ano, aproximadamente 78% das mulheres brasileiras faz consultas de rotina para acompanhar a situação de sua saúde. Entre os homens, essa taxa cai para 63,9%, ilustrando uma menor preocupação com seu bem-estar.

Essa falta de interesse pode ser preocupante na medida em que muitas doenças podem ser diagnosticadas através de exames de rotina. Logo, se descobertas em estágio inicial, podem ser tratadas e curadas de maneira mais fácil e menos agressiva ao organismo humano.

É com esse cenário que no Novembro Azul, campanhas são realizadas incentivando a população masculina a tomar consciência e agir de maneira prática em relação a ações preventivas e exames. Segundo a Sociedade Brasileira de Urologia, homens acima de 45 anos devem fazer exame de próstata uma vez a cada ano.

O câncer de próstata é o sexto tipo de câncer mais comum no mundo. No Brasil, há aproximadamente 2 milhões de casos de câncer de próstata todo ano.

A origem do Novembro Azul

Chamado de Movember em todo o mundo, a contração das palavras moustache (bigode) e november (novembro) do inglês, a campanha surgiu na Austrália entre o final dos anos 90 e o começo dos anos 2000. Inicialmente, um grupo de amigos decidiu deixar seus bigodes crescer em apoio à conscientização da saúde masculina e arrecadou doações para instituições de caridade.

A iniciativa chamou atenção do público e foi um sucesso. Ao ser noticiada em nível mundial, ganhou adesão de diversos países e a cor azul tornou-se símbolo de apoio à campanha, assim como o outubro rosa em prevenção ao câncer de mama.

A prevenção do Câncer de Próstata

O câncer de próstata é um tipo de câncer que desenvolve um tumor na próstata, uma glândula sexual masculina, situada na região inicial da uretra, que, juntamente com as vesículas seminais, produz o líquido espermático. Segundo o Instituto Nacional de Câncer, em grande parte das ocorrências, seu crescimento ocorre de maneira lenta e não chega a dar sintomas ou ameaçar a saúde do indivíduo em curto prazo. Em outros casos, mais raros, pode crescer e espalhar-se rapidamente, causando metástase e levando a fatalidades.

Sintomas:

Na fase inicial, o câncer de próstata não apresenta sintomas e quando alguns sinais começam a aparecer, cerca de 95% dos tumores já estão em fase avançada, dificultando a cura. Na fase avançada, os sintomas são:

• dor óssea;
• dores ao urinar;
• vontade de urinar com frequência;
• presença de sangue na urina e/ou no sêmen.

Fatores de risco:

• histórico familiar de câncer de próstata: pai, irmão e tio;
• raça: homens negros sofrem maior incidência deste tipo de câncer;
• obesidade.

Prevenção e tratamento:

A única forma de garantir a cura do câncer de próstata é o diagnóstico precoce. Mesmo na ausência de sintomas, homens a partir dos 45 anos com fatores de risco, ou 50 anos sem estes fatores, devem ir ao urologista para conversar sobre o exame de toque retal, que permite ao médico avaliar alterações da glândula, como endurecimento e presença de nódulos suspeitos, e sobre o exame de sangue PSA (antígeno prostático específico). Cerca de 20% dos pacientes com câncer de próstata são diagnosticados somente pela alteração no toque retal. Outros exames poderão ser solicitados se houver suspeita de câncer de próstata, como as biópsias, que retiram fragmentos da próstata para análise, guiadas pelo ultrassom transretal.

A indicação da melhor forma de tratamento vai depender de vários aspectos, como estado de saúde atual, estadiamento da doença e expectativa de vida. Em casos de tumores de baixa agressividade há a opção da vigilância ativa, na qual periodicamente se faz um monitoramento da evolução da doença intervindo se houver progressão da mesma.

Fontes:

Agência Brasil
Sociedade Brasileira de Urologia

Galeria de fotos
Grupo Batista. Compartilhando ideias. Conectando soluções.
BR 287 KM 398 - Santiago - RS - (55) 3251 1818 / 3134 / 4200